segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Volta às aulas

Nada como um caderno de Nárnia para alegrar as aulas!

Tirei a poeira do dicionário, busquei livros em armários e empunhei caderno novo: voltei para a escola.

Eu sempre gostei do início do ano escolar. Era muito gostoso ter cadernos e livros novos, e se possível também mochila, estojo, lapiseira, borracha e caneta. O cheirinho das páginas recém-saídas das gráficas, do material novinho, do plástico que cobria as capas de cadernos e livros. Ah, como era gostoso! (Isso perdeu um pouco da graça na universidade, quando os professores não pediam livros, e sim textos da xerox - e todo universitário sabe que xerox é enjoada, lotada, cansativa e não tem cheirinho bom coisa nenhuma!)

Bem, semana passada começou o meu curso de alemão. Em janeiro de 2008, eu já havia feito o Módulo 1, apenas o comecinho desse mesmo curso. Agora vou fazer os seis módulos básicos, inclusive repetindo o primeiro. Não quis cair de pára-quedas no Módulo 2, preferi relembrar a matéria do começo e ter a gostosa sensação de entender tudo o que a professora fala. O curso é intensivo, e está previsto para terminar em abril do ano que vem.

A minha turminha é muito legal. Tenho dez amiguinhos, cada um de um país diferente, com exceção de duas russas que dividem a nacionalidade. Os outros países são Vietnã, Turquia, Romênia, Tailândia, Egito, Moldávia, Ucrânia e Espanha. O pessoal é simpático e mostrou entrosamento logo no primeiro dia, apesar de quase ninguém ter bagagem de alemão suficiente para realmente conversar. Nossa simpatia é transmitida uns aos outros através de sorrisos de encorajamento em sala de aula.

É muito interessante poder conhecer pessoas de outros países e culturas. Apesar de às vezes me acostumar com o fato de estar na Europa e cercada de gente de tudo que é canto do mundo, de vez em quando eu me forço a lembrar que essa é uma situação que eu tenho que aprender a valorizar. Uma das coisas que gosto de fazer é observar as personalidades de cada um e tentar isolá-las das idéias pré-concebidas que se tem em relação à nacionalidade dessa pessoa, porque todo mundo (e eu me incluo nessa) tem mania de colocar rótulos, e isso não é bom. Por exemplo, o pensamento geral aqui é de que os russos, que aqui tem aos montes, vêm para cá para "mamar nas tetas do Governo" e sempre tentam conseguir algo em proveito próprio. Porém uma das russas da minha turma não tem nada a ver com isso, é simpática e esforçada, e não parece ser do tipo que sempre gosta de ter vantagem em tudo. A romena é super agradável e gentil, o que vai contra o pensamento que temos de que todo europeu - ainda mais do Leste - é arredio. O turco é risonho, diferente da idéia que eu tinha de que eles sempre são sisudos e fechadões. O espanhol é engraçado e bastante disposto a entender o meu português, o que joga contra a antipatia que podemos sentir em relação aos agentes alfandegários que trabalham nos aeroportos da Espanha, não é mesmo?

E hoje, voltando para casa, eu vim ouvindo uma música que criou um momento digno de trilha sonora da minha vida: "O Caderno", do Toquinho. A música é muito fofa, e a parte da letra que eu mais gosto é aquela que diz assim: A vida se abrirá num feroz carrossel. Alguém pode dizer que não foi isso mesmo que aconteceu?

13 comentários:

Morpheu disse...

Muito bonitinho o seu post...
Morri de rir com "Tenho dez amiguinhos, cada um de um país diferente".

E vc fica taoo bonitinha indo para a aulinha de bolsinha e caderninho de Narnia... taooo cuti cutiiii!

As aulas da Junia comecaram e a minha vida de professor particular de alemao tb hehehe, corrigindo exercicios e ajudando nas duvidas ;)

=P

Amo vc


"Artionon"

Glória disse...

Às vezes eu penso que, se soubesse que escola era tão bom, não teria me preocupado tanto com provas e teria aproveitado mais!

E eu também gostava das coisas novinhas *-*

Natália disse...

É legal conhecer pessoas novas! Dá vergonha, mas é bom ver como elas passam a fazer parte de nossas vidas, pouco a pouco =)

Erika disse...

Eu só passei a gostar de escola qdo fui pra Faculdade. Tbm sempre gostei de cadernos e livros novos mas estudar que é bom - nada!
Descobri da ogeriza dos alemães com os russos outro dia Ju, qdo estava levando um dos alemães por hotel, ele me contando umas histórias sobre o transito em Berlin..só sei que em uma parte el já tava colocando a culpa nos russos, e eles até levantou o punho do ar e disse: "Those Rrrrussians"! Eu não me aguentei e cai na risada!
=)

Erika disse...

E o sol a sorrir no papel!!!

Luiz Eduardo disse...

Legal o texto, mais legal ainda é o seu caderno :P

[tenho 3 deste]

:P

Liviavaz disse...

Também sempre AMEI comprar os cadernos novos. Até hj eu gosto, mas como sou universitária, me contento só com o caderninho novo mesmo.
Você tem toda razão quando diz que "toda xerox é enjoada, lotada, cansativa e não tem cheirinho bom coisa nenhuma". Concordo pRenamente.
Boa sorte no seu curso de alemão!

PS: Já te disse que aqui na minha faculdade tem curso de alemão? Talvez ano que vem eu faça. Eu sempre achei alemão uma língua muito interessante.

'unret'

Arnaldo Reis Trindade disse...

Querida,
boa sorte nesta sua nova jornada, espero que sofra pouco e aprenda tudo direitinho.Não vou dizer que não quero que tenhas trabalho pois se for fácil demais não vale a pena.

abraços

Nádia disse...

a xerox do fundão tinha cheiro de suor, um adesivo escrito "tá com pressa? saia de casa mais cedo" e pagode no radinho rolando solto!! Realmente, xerox não é um lugar muito educativo, apesar de ficar dentro da faculdade!! hahahahaa

Adorei o posto e o David "roubou" meu comentario de q o seu post está taooooo bonitinho! :p

Bjaoooooo

bugqo

Debby disse...

Tão munitinha indo pra escolinha, vc >.<
Seu material é fofo demais, tanto quanto a dona dele, aww!
Interessante o contato com outras culturas, né? A gente acha que o mundo só tem a gente e pronto, acabamos esteriotipando as outras nações baseados no que lemos nos noticiários...
Morri de rir aqui (pra variar) do comentário da Nádia, haha! Uma fofa ela! Na minha facul era do mesmo jeito a xerox =p
Tô começando a pensar que todo funcionário de xerox é pagodeiro, hahaha!
Besos

Ingot

Josué Orrico disse...

Eu já tive um caderno desses de Nárnia. O Legal é que veio com um poster do primeiro filme que eu preguei na parede do quarto e fiz questão de deixar lá até hoje.

A Coisa ruin foi o plástico dentro cheio de glitter e colorido ¬¬ Eu arranquei de vergonha e ficou por isso mesmo. :D

E não disse isso ainda, mas adoro os seus textos!

Ron disse...

Olha eu aqui de novo. Mamma mia!
HAHAHHA

Saudades, Junia!

Eu também quero ver como será minha volta as aulas ano que vem.

LoreLoves¨theLord disse...

Oh faltou o 13º comentário aqui ;) e a lancheirinha, Junia??